Carregando...

domingo, 20 de abril de 2014

PARA TODOS!

 

HORA DA GRAÇA EM NOSSA MATRIZ DE SANTO AMARO





· Sirvo-me deste meio de comunicação para renovar o convite para a HORA DA GRAÇA em nossa paróquia de Taquaritinga do Norte. Após vivermos os mistérios Pascais, vamos mais uma vez experimentar o CRISTO ressuscitado em nossa vida.

· Nesta segunda Feira dia 21 de abril feriado, ás 19:30h venha participar conosco.


· Aproveito deste blog do meu amigo – irmão - companheiro Jânio Arruda, para desejar a todos UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA.

Pe. Expedito Claudino dos Santos – Vigário de Orocó.
Vigário nomeado de Dormentes - PE

VEREADOR AFIRMA QUE HOSPITAL ESTÁ SEM MÉDICOS


O vereador Jânio Arruda do PSD de Taquaritinga do Norte, afirmou no program Espaço Popular deste sábado 19 de Abril, que o hospital municipal de Taquaritinga se encontra sem médicos plantonistas desde a sexta feira.

Segundo o vereador, uma senhora, precisou de socorro depois de levar uma queda, e ao chegar no hospital o mesmo se encontrava sem médicos plantonistas.
DO BLOG DE JUNIOR ALBUQUERQUE

ANIVERSARIANTE DO DIA

NOSSA HOMENAGEM PARA O LEITOR LÉO LIMA, QUE COMPLETA IDADE NOVA, NESTA DATA. PARABÉNS!





FRASE DO DIA


Esta eleição vai ser um lamaçal. Todo mundo jogando lama para todo lado. Com certeza a política vai perder muito com isso.
Paulo Bernardo, Ministro das Comunicações, citado por Ilimar Franco em sua coluna de O Globo
Comente Ler comentários (30)

CHARGE DO DIA

Belle-époque!

Josias de Souza


- Charge do Miguel, via ‘Jornal do Commercio‘.

TODO SÁBADO

GABRIELLI APONTA "MITOS E VERDADES" SOBRE PASADENA

Ex-presidente da Petrobras diz que a compra da polêmica refinaria foi aprovada por ter sido "vantajosa"; entre os "mitos", ele aponta o preço da compra por US$ 42,5 milhões pela Astra e o erro da aquisição no exterior; "a verdade é que a Astra desembolsou US$ 360 milhões", diz ele; "a decisão atendia ao planejamento estratégico da companhia definido em 1999, no governo FHC, que previa investir em refino no exterior para lucrar com a venda de derivados de petróleo, sobretudo no mercado americano"; Gabrielli condena ainda o que chama de "circo de CPI eleitoral"; em entrevista, ele também afirmou que a presidente Dilma Rousseff "não pode fugir à sua responsabilidade" no caso.

DO PORTAL BRASIL 247

TOMA LÁ, DA CÁ



Paulo Moreira Leite - ISTOÉ - Brasil Confidencial



Neca Setúbal, herdeira do Itaú e coordenadora do programa de governo PSB/Rede

ISTOÉ – Como Roberto Amaral, presidente do PSB, favorável à energia nuclear, irá entender-se com Marina Silva?
Neca – O Roberto Amaral fez uma revisão dessa posição. A gestão do Eduardo Campos em Pernambuco teve uma ampla plataforma ambiental de investimento em energia solar.

ISTOÉ – De onde vem a linguagem da campanha, que tem conteúdo popular e formato sofisticado?
Neca – A ideia é uma organicidade com a sociedade. É um conceito de acolhimento, de unir os diferentes grupos sociais que estão participando da campanha.

ISTOÉ – A militância da Rede adotou Eduardo Campos?
Neca – A militância já está envolvida com o Eduardo Campos em todas as dimensões. Vamos contar muito com a militância virtual na campanha.
 
DO BLOG DE MAGANO MARTINS. 

A MEMÓRIA INFLACIONÁRIA VOLTOU


A persistência da inflação na faixa entre 5% e 6% está convencendo o governo de que ela adquiriu memória.

PAULO MOREIRA LEITE - ISTOÉ - BRASIL CONFIDENCIAL

A persistência da inflação na faixa entre 5% e 6% está convencendo o governo de que ela adquiriu memória. É assim: certos de que as altas de preço do passado irão repetir-se no futuro, os setores econômicos que têm força para reajustar o valor de suas mercadorias e serviços fazem reajustes preventivos, que provocam novos reajustes e mais reajustes, etc.

O governo imaginou que poderia cortar a memória inflacionária abrindo mão de tributos e impostos, como fez ao desonerar a folha de pagamentos e controlar combustíveis. A ideia parecia fazer sentido: diminuir a inflação pela redução de custos das empresas. Não funcionou.

GORDOFOBIA

Gordofobia: o gordo e o magro
  Comentando a nota da coluna sobre o caso do professor José Luís de Sá da Silva, que passou no concurso público em São João da Boa Vista, SP, mas não pôde tomar posse porque é gordo, o excelente colunista carioca Aziz Ahmed, do jornal O Povo, conta a seguinte história: 'Quando era ministro do Exército no Governo Sarney, o empertigado e elegante general Leônidas Pires Gonçalves foi fazer inspeção num quartel do Nordeste. Lá encontrou um major baixinho e barrigudo. Vaidoso e bravateiro, o general, na frente de toda a tropa, criticou o major, chamando-lhe a atenção por ser gordo. O major prestou continência, pediu licença e deu umas dez cambalhotas, uns 20 saltos mortais, fez acrobacias que revelavam excelente forma física e incrível mobilidade. Terminada a exibição, prestou continência novamente e sugeriu: 'Excelência, agora é o senhor'.

Os patetas

Será que os responsáveis pela discriminação ao professor seriam capazes de enfrentar o mesmo concurso público no qual ele passou em quinto lugar? (Carlos Brickmann).

BRUNO MARTINIANO DECLARA APOIO A PAULO CÂMARA E RAUL HENRY





Anúncio foi feito neste sábado (Foto: Divulgação)

Conforme o Blog da Folha anunciou, na última quinta-feira (17), o Prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano (PTB) declarou, neste sábado (19), durante encontro bastante prestigiado, no Hotel Portal, apoio ao pré-candidato do PSB, Paulo Câmara e seu vice, Raul Henry, bem como ao pré-candidato ao Senado, Fernando Bezerra Coelho e ao pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos.

Uma reunião que antes seria para no máximo 20 pessoas, com o objetivo de apresentar Paulo Câmara aos vereadores, tomou uma proporção muito maior, reunindo mais de 300 participantes. Bruno foi o primeiro prefeito do PTB a aderir publicamente a chapa da Frente Popular de Pernambuco.

“Que alegria ver tantas pessoas reunidas aqui em pleno sábado de Páscoa. É uma honra estar recebendo o seu apoio Bruno, pois sei o quanto você é responsável e verdadeiro em suas atitudes. Este encontro só vem comprovar uma palavra que norteia o nosso projeto “União”. Somos um time preparado para o avanço. Gravatá está de parabéns e tenham certeza que iremos fazer muito mais por esta cidade tão querida”, enfatizou Paulo Câmara.

“Ver este auditório cheio é mostrar a grande expressão política que este prefeito possui aqui em Gravatá. Bruno viu que o nosso projeto tem conteúdo, propostas verdadeiras e que visam o caminho do desenvolvimento. Bem – vindo Bruno Martiniano…Bem – vinda Gravatá”, falou Raul Henry.

“Realizamos este evento hoje, porque Gravatá está de portas abertas para aqueles que queiram o melhor para a nossa querida cidade, para Pernambuco e para o Brasil. Paulo Câmara, Raul Henry, Fernando Bezerra Coelho, Eduardo Campos e Waldemar Borges são homens de coragem, sérios e trabalhadores”, pontuou Bruno Martiniano.

Estiveram presentes: o ex-governador, Joaquim Francisco; o presidente da Alepe, Guilherme Uchoa; o secretário estadual do PSB, Adilson Gomes; a deputada federal, Luciana Santos; os deputados estaduais, Waldemar Borges, Sebastião Oliveira, Diogo Morais, Laura Gomes, Henrique Queiroz; além de prefeitos e vice-prefeitos de várias cidades, o secretário estadual de Turismo, Romeu Batista e o ex- secretário estadual de Saúde, Antônio Figueira.
 
DO BLOG DA FOLHA DE PERNAMBUCO

MEDO DE URNA FAZ DILMA GOVERNAR COM A BARRIGA



Josias de Souza




Considerem-se, de saída, as seis máximas que passaram a reger a atuação de Dilma Rousseff e do seu governo:

Só em 2015 será possível decidir se os preços represados dos combustíveis, da energia elétrica e das tarifas de ônibus subirão gradualmente ou de uma única tacada, içando a inflação de 2015 à casa dos 7%.

Só depois das eleições vai-se poder conversar a sério sobre o esforço fiscal extraordinário que o governo terá de fazer para, em combinação com a política monetária, domar uma inflação que deve estourar o teto da meta, de 6,5%, entre julho e novembro de 2014.

Só quando as urnas informarem o nome do próximo presidente o país poderá saber o que Brasília pretende fazer para superar o vexame de um crescimento econômico estimado para 2014 em algo entre o ridículo (1,5%) e o constrangedor (2%). Antes disso, não há clima para reconhecer que a tática escorada no consumo, por esgotada, precisa ser substituída por um modelo que combine mais investimentos com elevação dos índices de produtividade.

Só depois de fechar as contas de 2014 será possível saber que mágicas o governo pretende encenar para evitar mudanças na Previdência e na fórmula de reajuste do salário mínimo, que expira no ano que vem. Há eloquentes indícios de que será inevitável fixar uma idade mínima para a aposentadoria, reduzir os gastos com as pensões por morte e redesenhar as regras do seguro-desemprego. Há sólidas suspeitas de que a correção do mínimo pela variação da inflação mais o PIB de dos dois anos anteriores terá de ser trocada por uma fórmula baseada no PIB per capita ou no salário médio. Mas não convém apertar o nariz do eleitor antes da hora.

Só depois de mastigar o peru da ceia natalina e de assistir à queima de fogos do Ano Novo, o brasileiro estará preparado para receber a notícia de que foi à breca a tática de selecionar as empresas “campeãs nacionais” dignas de receber os financiamentos companheiros que levaram o BNDES a pendurar no Tesouro um espeto de R$ 400 bilhões. Até lá, convém desconversar sobre a transparência de cristal Cica que fulminou a credibilidade da escrituração das contas públicas.

Só se o Planalto mantiver uma Esplanada amazônica de 39 ministérios e tolerar alguma incidência de gatunagem em pastas como a do Trabalho e em estatais como a Petrobras o governo conseguirá manter a estabilidade de sua base de apoio congressual, preservando a governabilidade.

As máximas esmiuçadas acima possuem dois elementos em comum. Primeiro: são tão amplamente difundidas que parecem verdadeiras. Segundo: são falsas. As seis máximas estão subordinadas a uma máxima-mãe, definidora do ponto a que o Brasil chegou neste ocaso do primeiro reinado da supergerente. Essa máxima maior, que engloba todas as outras, é a máxima do ‘deixa-como-está-para-não-estragar-a-reeleição-e-depois-a-gente-vê-como-é-que-fica”.

Dilma Rousseff talvez não tenha se dado conta. Mas sua popularidade cai na proporção direta do crescimento da percepção coletiva de que seu governo empurra para 2015 problemas que deveriam ser enfrentados imediatamente. Não é preciso ser um gênio para notar que a protelação produz anomalias como o estímulo ao consumo de energia num período de inédita escassez de água.

Qualquer dona de casa obrigada a percorrer as gôndola de supermercado ou as barraquinhas de feira percebe que a celebração mensal de taxas de inflação que teimam em permanecer nos arredores de 6% é o caminho mais longo entre o centro da meta (4,5%) e sua realização.

Uma criança de cinco anos é capaz de notar que fenômenos como a permanência do PDT num Ministério do Trabalho crivado de desvios tem a ver com o tempo de propaganda televisiva da candidata à reeleição, não com o apoio a inexistentes iniciativas do governo no Congresso.

Um bebê de colo percebe que a manutenção de apadrinhados de legendas como o PT e o PMDB na Petrobras é algo cuja subsistência se tornou absurda depois que um ex-diretor foi preso e a sede da estatal foi varejada por agentes federais munidos de mandado judicial.

Um feto consegue farejar o estelionato eleitoral que vem embutido na tática de governar com a barriga, jogando as coisas para baixo de um imenso tapete metafórico, na base do “só quando”, do “só depois”… Ou a candidata exerce na sua plenitude o que lhe resta de Presidência ou se arrisca a receber no dia da eleição a visita da autocrítica. Que lhe dirá: “Olá, minha querida gerenta. Vim apresentar você a você mesma.”

sábado, 19 de abril de 2014

CAMPOS QUER SER HERDEIRO DE LULA E ALGOZ DE DILMA


Com residência transferida para São Paulo, de onde postou fotos com a família em seu Facebook, presidenciável do PSB diz que "as pesquisas podem divergir em alguns aspectos, mas são unânimes em apontar o declínio do governo e o desejo maciço por uma mudança política”; ele definiu que vai se apresentar ao eleitorado como um herdeiro do compromisso social do ex-presidente Lula, mas também como duro crítico da gestão do governo Dilma Rousseff; eleitorado vai compreender as duas faces de Eduardo Campos?

DO PORTAL BRASIL 247

ELEITO PELO PTB, BRUNO MARTINIANO DECLARA APOIO A PAULO CÂMARA E RAUL HENRY

 por jamildo


O Prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano (PTB) declarou neste sábado (19), durante encontro bastante prestigiado, no Hotel Portal, apoio ao pré-candidato do PSB, Paulo Câmara e seu vice, Raul Henry, bem como ao pré-candidato ao Senado, Fernando Bezerra Coelho e ao pré-candidato à Presidência da República, Eduardo Campos.

Uma reunião que antes seria para no máximo 20 pessoas, com o objetivo de apresentar Paulo Câmara aos vereadores, tomou uma proporção muito maior, reunindo mais de 300 participantes.

Bruno foi o primeiro prefeito do PTB a aderir publicamente a chapa da Frente Popular de Pernambuco.

“Que alegria ver tantas pessoas reunidas aqui em pleno sábado de Páscoa. É uma honra estar recebendo o seu apoio Bruno, pois sei o quanto você é responsável e verdadeiro em suas atitudes. Este encontro só vem comprovar uma palavra que norteia o nosso projeto “União”. Somos um time preparado para o avanço. Gravatá está de parabéns e tenham certeza que iremos fazer muito mais por esta cidade tão querida”, enfatizou Paulo Câmara.

“Ver este auditório cheio é mostrar a grande expressão política que este prefeito possui aqui em Gravatá. Bruno viu que o nosso projeto tem conteúdo, propostas verdadeiras e que visam o caminho do desenvolvimento. Bem – vindo Bruno Martiniano…Bem – vinda Gravatá”, disse Raul Henry.

“Realizamos este evento hoje, porque Gravatá está de portas abertas para aqueles que queiram o melhor para a nossa querida cidade, para Pernambuco e para o Brasil. Paulo Câmara, Raul Henry, Fernando Bezerra Coelho, Eduardo Campos e Waldemar Borges são homens de coragem, sérios e trabalhadores”, pontuou Bruno Martiniano.

Estiveram presentes: o ex-governador, Joaquim Francisco; o presidente da Alepe, Guilherme Uchoa; o secretário estadual do PSB, Adilson Gomes; a deputada federal, Luciana Santos; os deputados estaduais, Waldemar Borges, Sebastião Oliveira, Diogo Morais, Laura Gomes, Henrique Queiroz; além de prefeitos e vice-prefeitos de várias cidades, o secretário estadual de Turismo, Romeu Batista e o ex-secretário estadual de Saúde, Antônio Figueira.

MORRE LUCIANO DO VALLE, GRANDE NARRADOR ESPORTIVO

Morre Luciano do Vale, grande narrador esportivo
 O narrador esportivo Luciano do Valle, de 70 anos, morreu na tarde deste sábado (19) em Uberlândia, depois de passar mal e ser internado em um hospital particular da cidade. Ele saiu de São Paulo (SP) e foi socorrido ainda no aeroporto do município mineiro, pelo Corpo de Bombeiros. A morte do narrador foi confirmada pela Band, emissora para a qual ele prestava serviços. O narrador chegava a Uberlândia para cobrir o jogo entre Atlético-MG e Corinthians, que acontece no domingo (20) no Estádio Parque do Sabiá, pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro (Brasileirão).
De acordo com informações preliminares do hospital particular, o narrador deu entrada direto na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A causa da morte ainda não foi confirmada e o hospital ainda não passou mais detalhes sobre o ocorrido à reportagem.
Histórico Luciano do Valle
Luciano do Valle Queiroz era natural de Campinas e trabalhava atualmente na TV Bandeirantes. Ele foi narrador esportivo da TV Globo por onze anos. Era considerado um dos principais profissionais da imprensa do país, transmitindo Fórmula 1, Fórmula Indy Olimpíadas, Copa do Mundo, e também apresentador do tradicional Globo Esporte.
Torcedor da Ponte Preta, Luciano iniciou a carreira aos 16 anos na Rádio Central de Campinas, e ganhou destaque trabalhando na Rádio Nacional, em São Paulo. Em 2003, ele também fez parte da equipe esportiva da TV Record, que acompanhou o acesso do Palmeiras para a Série A do Campeonato Brasileiro. Neste ano ele completaria 51 anos de carreira.  (Portal G1).


EDUARDO NÃO TEME SE APRESENTAR COMO HERDEIRO DE LULA




O candidato socialista Eduardo Campos, ao lado do discurso crítico, se compromete a resgatar os avanços do governo Lula, que estariam ameaçados pela reeleição da presidente Dilma. Eduardo Campos não teme se apresentar como herdeiro do ex-presidente Lula. A informação está na coluna de Ilimar Franco, deste sábado, no jornal O Globo.

Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), -- diz o colunista -- adotaram linhas distintas de campanha. Os tucanos dão a impressão de repetir o discurso de 2002. Naquela eleição, eles previam que a vitória de Lula traria o caos. E cantavam em prosa e verso: “Eu tenho medo”. Agora tucanos e aliados repetem à exaustão: se a presidente Dilma for reeleita vai aumentar a inflação, o desemprego, a gasolina e a luz.

LERO NA DANÇA DOS APOIOS AO GOVERNO DO ESTADO



Prefeito peita Armando, arrisca mandato e apoia Câmara

Do Diario de Pernambuco – Ana Luíza Machado

Sem nenhum tipo de constrangimento, o prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano (PTB), vai contrariar a liderança maior do seu partido no Estado, o senador e pré-candidato ao governo Armando Monteiro, com um evento de adesão ao adversário na disputa pelo comando estadual, Paulo Câmara (PSB). Caso o PTB considere a postura de Bruno Martiniano infidelidade ao partido, pode fazer uso da Lei de Fidelidade Partidária e requerer o cargo do prefeito de Gravatá

Para o ato de apoio do petebista hoje, é esperado todo o staff da campanha do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara, entre eles o presidente estadual do PSB, Sileno Guedes, o líder do governo na Assembleia Legislativa, Waldemar Borges, e o candidato ao Senado pela Frente Popular, Fernando Bezerra Coelho, todos socialistas.

'A importância da continuidade do modelo de gestão implantado pelo ex-governador Eduardo Campos', é a pregação dos socialistas que têm atraído um grande número de partidos e lideranças, sejam elas da base aliada ou dissidentes, como é o caso de Martiniano.

Infidelidade partidária

Aderiram a Paulo Câmara (PSB)



Bruno Martiniano (PTB) - prefeito de Gravatá
Gerson Henrique (PTB) - prefeito de Jucati
Pastor Marcos José (PT) - prefeito de Abreu e Lima
Daniel Almeida (PT) - prefeito de Vertente do Lério
Reginaldo Cavalcante (PT) - prefeito de Orocó
Romério Guimarães (PT) - prefeito de São José do Egito
Gesimário Baracho (PT) - ex-prefeito de Igarassu

Aderiram a Armando Monteiro Neto (PTB)

Julio Lóssio (PMDB) - prefeito de Petrolina
Luiz Carlos Souza (PSB) - vice-prefeito de Salgueiro
Ivanildo Bezerra (PDT) - vice-prefeito de Taquaritinga do Norte 

DO BLOG DE MAGNO MARTINS.

PARA TODOS!

 

HORA DA GRAÇA EM NOSSA MATRIZ DE SANTO AMARO


·      Sirvo-me deste meio de comunicação para renovar o convite para a HORA DA GRAÇA em nossa paróquia de Taquaritinga do Norte. Após vivermos os mistérios Pascais, vamos mais uma vez experimentar o CRISTO ressuscitado em nossa vida.
·      Nesta segunda Feira dia 21 de abril feriado, ás 19:30h  venha participar conosco.
·      Aproveito deste blog do meu amigo – irmão - companheiro Jânio Arruda, para desejar a todos UMA SANTA E FELIZ PÁSCOA.
Pe. Expedito Claudino dos Santos – Vigário de Orocó.
Vigário nomeado de Dormentes - PE