Carregando...

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

O CALENDÁRIO DE FRANCISCO BRENNAND


Postado Por Gabriella Autran


Francisco Brennand – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Uma mulher sensual para cada mês do ano. É exatamente assim esta edição do calendário de Francisco Brennand, um dos maiores nomes das artes do país. Lançado na noite desta quinta-feira, no Shopping da Decoração, em Boa Viagem, o trabalho é resultado de um período de criação pelo qual o artista passou recentemente.


Calendário – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Tela a tela, a beleza e sensualidade femininas são exploradas no trabalho, disponível em duas versões: uma pequena, para ser usada sob apoio, e outra grande, para pendurar. “Embora terrível, a percepção da beleza é a nossa única possibilidade de redenção. O restante é o caos”, diz o artista no texto que introduz a pequena exposição no Espaço Brennand.


Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

Nas imagens, cheias de erotismo, Brennand explora o lado mais provocador das mulheres. São mostradas nuas, os olhares são marcantes. Entre os que prestigiaram o evento, os artistas plásticos Roberto Ploeg e Pragana.


Betânia Correa e Roberto Ploeg – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press


Carlos Trevi e Pedro Frederico – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press


Juliana Santos – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press


Antônio Mendes e Pragana – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press


Cristiane, Maurício Barreto, Emanuel e Flávia Florêncio – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press


Maria Helena Brennand e Mônica Guimarães – Crédito: Nando Chiappetta/DP/D.A Press

FRASE DO DIA


Esse é um problema da Dilma, não é meu.

Ex-presidente Lula, sobre a permanência de Graça Foster na Petrobras

CHARGE DO DIA


Se a gente não rir, amigo, adoece
por Júlio Cirne em Notícias



Por Miguel, do Jornal do Commercio.

BANCO DO BRASIL ABRE CONCURSO COM CHANCES PARA ESCRITURÁRIOS




CorreioWeb

Publicação: 19/12/2014 09:06 Atualização: O Banco do Brasil publicou, no Diário Oficial da União (seção 3, a partir da página 95), desta sexta-feira (19), o edital de abertura do novo concurso público do órgão que visa formar cadastro reserva para o cargo de escriturário. Há reserva de 5% das vagas para candidatos com deficiência. O salário ofertado é de R$ 2.227,26, por jornada de trabalho de 30h semanais. Haverá provas objetivas e de redação no dia 15 de março de 2015.

Leia mais sobre concursos no portal Admite-se

Podem participar candidatos que tenham concluído o nível médio. Além das etapas citadas, candidatos serão submetidos à perícia médica. Aprovados serão lotados nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Sergipe.

As prova objetiva será compostas por 70 questões de múltipla escolha, sendo 25 de conhecimentos básicos e 45 de conhecimentos específicos. As disciplinas de conhecimentos básicos são de língua portuguesa, raciocínio lógico-matemático e atualidades do mercado financeiro. Os assuntos abordados na prova de conhecimentos específicos serão de cultura organizacional, técnicas de vendas, domínio produtivo da informática, conhecimentos bancários e, pela primeira vez, língua inglesa.

Interessados poderão se inscrever entre os dias 22 de dezembro e 19 de janeiro, por meio do site da banca organizadora, a Fundação Cesgranrio. A taxa de participação é de R$ 40. A seleção é válida por um ano, podendo ser prorrogada por igual período.

DA COLUNA DE INALDO SAMPAIO


 

 por Inaldo Sampaio

Coluna Fogo Cruzado – 19 de dezembro

O juiz Luiz Rocha não aceitou a validade do curso a distância que o ex-deputado Pedro Corrêa teria feito na prisão

O ministro Luís Roberto Barroso (STF) deverá decidir ainda hoje se concede ou não ao ex-deputado pernambucano Pedro Corrêa (PP) o direito de cumprir o restante da pena a que foi condenado no processo do mensalão em regime domiciliar, tal qual já decidiu em relação aos ex-deputados José Dirceu, José Genoíno, Bispo Rodrigues e Valdemar Costa Neto. Os advogados de Corrêa alegam que ele já cumpriu um sexto da pena que lhe foi imposta pelo STF, estando consequentemente habilitado para deixar o regime semiaberto na penitenciária de Canhotinho. Segundo a Lei das Execuções Penais, para cada três dias de trabalho ou estudo, abate-se um no conjunto da pena. Corrêa teria atendido a esses requisitos e só não foi liberado ainda porque o juiz das execuções penais, Luiz Rocha, não aceitou o suposto curso que ele teria feito a distância e os dias trabalhados na vacaria do presídio e numa clínica de Garanhuns.

Uma tradição interrompida

Após ser diplomado hoje pela Justiça Eleitoral, Paulo Câmara (PSB) se tornará o 1º governador da história de Pernambuco, de 1982 para cá, que não ocupou antes um desses cargos: prefeito do Recife, vice ou ministro. Roberto Magalhães foi vice de Marco Maciel; Arraes, Joaquim Francisco e Jarbas Vasconcelos foram prefeitos da capital, e Eduardo Campos foi ministro. Câmara quebrou uma tradição que Fernando Bezerra e João Lyra Neto queriam continuar.

Gesto – O prefeito Geraldo Júlio (PSB) sinalizou ontem, concretamente, ao comparecer à diplomação de Dilma, em Brasília, que arquivou em definitivo a proposta de fazer oposição ao governo federal tal como chegou a defender após o 2º turno da eleição presidencial. Oposição a Dilma, se houver, será feita pelos 34 deputados federais e os 6 senadores do PSB, não por ele.

Comando – Com o afastamento do prefeito José Queiroz (Caruaru) da presidência regional do PDT, o partido passará a ser comandado em Pernambuco pelo grupo que se aliou ao PTB.

Sonho – O deputado João Paulo (PT) está na expectativa de ser chamado por Dilma para ocupar um cargo de relevo no governo federal. “O meu mandato só termina em 31 de janeiro”, diz ele.

Leitura – O senador eleito Fernando Bezerra (PSB) voltou anteontem do DF lendo um livro de letra miúda, que nenhum dos deputados que estavam com ele no avião conseguiu ver o nome.

Paizão – Se ainda fosse deputado, Emanuel Bringel (PSDB) votaria em Guilherme Uchoa para continuar na presidência da Assembleia Legislativa e diz por quê: “Ele é uma espécie de ‘pai’ de todos os deputados e nunca deixou ninguém na mão. É solidário com todos”.

Trio – Com a saída de Raul Jungmann (PPS) e Priscila Krause (DEM) da Câmara Municipal do Recife, um trio feminino deve se destacar na oposição: Aline Mariano (PSDB), Marília Arraes (PSB) e Isabella de Roldão (PDT). Vera Lopes (PPS), suplente de Jungmann, é uma incógnita.

Té logo! – Convocado por Dilma para o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o senador Armando Monteiro (PTB) deu um “até logo” ontem, ao Senado, já que seu mandato só se encerrará em janeiro de 2019. O pernambucano tem como desafio botar a economia de novo para crescer junto com os ministros Nélson Barbosa (Planejamento) e Joaquim Levy (Fazenda).

Frieza – O líder do governo na Alepe, Waldemar Borges (PSB), que só veio conhecer Paulo Câmara mais de perto quando ele se tornou o candidato da Frente Popular ao governo estadual, destaca outra “característica positiva” do governador eleito: a frieza. “Ele encara os problemas com naturalidade e não se aperreia com absolutamente nada. A gente às vezes esquenta a cabeça. Mas ele, não”.

PALOCCI NEGA E DIZ QUE "NUNCA FALOU" COM COSTA



Ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil nega "veementemente", por meio de sua assessoria de imprensa, as acusações feitas por Paulo Roberto Costa de que ele seria um dos beneficiados do esquema de corrupção na Petrobras; seu advogado, Guilherme Batochio, ressaltou: "O próprio Paulo Roberto disse que não sabe se foi repassado dinheiro (a Palocci) e reconheceu que o ministro Palocci não lhe pediu nada. Palocci não conhece, nunca falou com Paulo Roberto"; ex-diretor da Petrobras citou em depoimento o nome de 28 políticos supostamente envolvidos na Lava Jato; outros mencionados também negam.
DO PORTAL BRASIL 247

PT QUER TIA DE DANIEL DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO



PT quer tia de Daniel no Desenvolvimento Agrário

Nos últimos dias, o nome da ex-presidente da Caixa Econômica Federal Maria Fernanda Coelho foi levado à presidente Dilma Rousseff e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como uma possibilidade que agradaria os movimentos rurais e setores à esquerda do PT, na condução do Ministério do Desenvolvimento Agrário.


A pasta já tem uma lista de cotados que inclui o ex-ministro Patrus Ananias e o presidente do Incra, Carlos Guedes de Guedes. Maria Fernanda tem no currículo o fato de ter conduzido, entre 2006 e 2011, o programa Minha Casa Minha Vida, além de projetos relacionados ao Programa de Aceleração do Crescimento.

Os grupos que trabalham pela indicação da ex-presidente do banco público avaliam que a escolha também poderia servir como uma espécie de prêmio consolação da escolha da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) para a Agricultura. (Blog Poder Online - Mel Bleil Gallo).

PAULO CÂMARA E RAUL HENRY SERÃO DIPLOMADOS NESTA SEXTA-FEIRA

 por Inaldo Sampaio


O governador eleito de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) e seu vice, Raul Henry (PMDB), serão diplomados nesta sexta-feira (19) pelo presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Fausto Campos.

A diplomação ocorrerá a partir das 15h no Teatro Guararapes do Centro de Convenções de Olinda.

Também serão diplomados o senador eleito Fernando Bezerra Coelho (PSB) e o seu suplente Carlos Augusto Costa (PV). Além dos 25 deputados federais e dos 49 estaduais.

A diplomação é o ato pelo qual a Justiça Eleitoral concede ao candidato eleito o certificado oficial, reconhecendo a validade de sua eleição.

Nesta quinta-feira, Paulo Câmara e o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), assistiram em Brasília à diplomação da presidente reeleita Dilma Rousseff (PT) e do seu vice Michel Temer (PMDB).

LUCIANA NA DISPUTA COM JUCA PELO MINISTÉRIO DA CULTURA



Juca Ferreira continuava até ontem candidato forte ao Ministério da Cultura graças ao apoio do ex-presidente Lula. Ele "competia" pela vaga com Luciana Santos, que é ex-prefeita de Olinda e entraria na cota do PC do B, caso o partido perca o Ministério do Esporte, segundo informa Mônica Mergamo, em sua coluna de hoje na Folha de S.Paulo.

Ainda sobre a trabalhosa formatação do novo ministério de Dilma, a colunista dia que o PT, e em especial o ministro Aloizio Mercadante, defendiam o nome de Edinho Silva para comandar a pasta do Esporte. E Cid Gomes estava quase se "convencendo", ontem, a aceitar a Educação, ministério para o qual era cotado. Já o PMDB dizia preferir até a Ciência e Tecnologia, de orçamento modesto, a manter a pasta da Previdência, considerada um abacaxi.

DA COLUNA DE MAGNO MARTINS

Coluna da sexta-feira



Enfim, Cuba e EUA juntos

O mundo inteiro comemorou a reaproximação dos Estados Unidos e Cuba, anunciada durante encontro do Mercosul. O mais importante disso tudo é o fim do embargo econômico a Cuba. Barack Obama já anunciou que irá encaminhar ao Congresso norte-americano um pedido foram do fim da medida. Obama também garantiu que tentará derrubar a medida que considera a ilha um País que apoia o terrorismo.

“Vamos aumentar o comércio, vamos autorizar transações. Também o mercado financeiro será reaberto. Será mais fácil para os exportadores americanos venderem para Cuba. Infelizmente, as nossas sanções negaram a Cuba o direito de ter a nossa tecnologia. Agora vai ser mais fácil a integração entre os dois países. O Congresso vai começar um grande debate para derrubar o embargo à Cuba”, disse Obama.

Obama também destacou que espera mudanças por parte de Cuba. Entre elas, que o povo cubano possa ter uma participação mais democrática nas decisões do País. “Para os cubanos, os EUA oferecem uma mão de ajuda e esperança. A gente não quer ser mais um colonizador”, afirmou, para acrescentar:

“Liberdade é um direito para todos, estou sendo honesto com vocês. Não vai dar para apagar a história desses dois países, mas acredito em um futuro de liberdade. Os EUA querem ser parceiros de Cuba. Isso não vai ser fácil, mas tenho confiança”.

O presidente de Cuba, Raul Castro, agradeceu ao Papa Francisco e ao governo do Canadá no processo de aproximação dos dois países. Ele disse reconhecer que existem profundas diferenças entre EUA e Cuba, mas reafirmou “vontade de dialogar sobre todos esses temas”. Raul ainda ressaltou que isso não irá refletir na ideologia do governo cubano. “Sempre seremos fieis aos nossos ideais”, reiterou.

O embargo dos Estados Unidos a Cuba teve início em 1962, por meio de decreto assinado pelo presidente norte-americano John Kennedy, logo após Fidel Castro estreitar as relações com a União Soviética. As primeiras medidas, no entanto, começaram em 1960, um ano depois da revolução socialista que levou Fidel ao poder com a queda do ditador Fulgêncio Batista.

As primeiras medidas do embargo assinado em fevereiro de 1962 consistiram na restrição do fornecimento de combustível pelas empresas norte-americanas e a proibição de exportações a Cuba. Além disso, o decreto de Kennedy instituiu que produtos cubanos seriam ilegais nos Estados Unidos.

Os danos do embargo na economia cubana se tornaram maiores com o fim da União Soviética. Depois, duas leis aprovadas pelos EUA nos anos 90, a Lei Torricelli e a Lei Helms-Burton, aumentaram os efeitos do bloqueio estabelecendo, entre outras coisas, sanções para os atuais e potenciais investidores em Cuba.

Em outubro deste ano, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou pela 23ª vez consecutiva uma resolução pelo fim do embargo. A medida foi aprovada por 188 países. Apenas EUA e Israel votaram contra e três nações se abstiveram. O resultado foi o mesmo registrado em 2013. Desde 1982, a ONU pede o fim da restrição por meio de resoluções apresentadas por Cuba.

BATALHA– O governo perdeu para a oposição a batalha da comunicação na CPI da Petrobras. O relatório do petista Marco Maia foi tratado de forma secundária. Quem ganhou o papel principal foi o relatório alternativo do tucano Carlos Sampaio. Este foi redigido dentro do espírito adotado pela direção do PSDB de não dar trégua para Dilma e manter em alta temperatura o embate com o governo.

Tem que sair do muro–
  Em Caruaru, o governador eleito Paulo Câmara, que teve o apoio de todas as correntes partidárias, será obrigado a se posicionar em relação a 2016, porque os três principais grupos – Lyra, Tony Gel e do prefeito José Queiroz – são como água e óleo: não se misturam.

Cadê as sementes? – Na Paraíba, choveu bem menos do que em Pernambuco, mas o governador Ricardo Coutinho (PSB) já distribuiu 412 toneladas de sementes selecionadas de milho, sorgo forrageira e feijão para o plantio da próxima safra. Nem nas áreas mais chuvosas, como o Pajeú, os agricultores foram lembrados pelo Governo.

Ano bicudo– A crise ronda as redações dos principais jornais do País. Notícias que chegam de Brasília dão conta de uma vassourada no Correio Braziliense, dos Diários Associados, o principal da capital. O ano de 2015, que dizem que será terrível, ainda nem começou e o jornal demitiu servidores de todos os setores, inclusive cinco da redação.

Dever de casa –
  O prefeito de Belo Jardim, João Mendonça (PSD), herdou uma terrível herança, mas já saneou as finanças, regularizou o município no CAUC (Cadastro Único de Convênios), está investindo R$ 25 milhões em obras e ontem anunciou o início do pagamento do 13º salário dos servidores.

CURTAS

EMENDA– Os deputados federais Raul Henry (PMDB), Augusto Coutinho (SD) e Mendonça Filho (DEM) se uniram e apresentaram uma emenda conjunta no valor de R$ 80 milhões, para o hospital Barão de Lucena, no Recife. O valor está alocado no Orçamento Geral da União para 2015.

BALANÇO– Pernambuco fechou 2014 com um balanço bastante positivo na economia. Segundo levantamento do Condic, o Estado atraiu R$ 1,39 bilhão em projetos industriais, que geraram 10,945 empregos. Em oito anos, 92 projetos receberam incentivos fiscais.

Perguntar não ofende: Afinal, quantos governadores, senadores e deputados federais estão envolvidos na operação lava-jato?

SARNEY DESPEDE-SE DA VIDA PÚBLICA APÓS SEIS DÉCADAS NA POLÍTICA

por Inaldo Sampaio


O senador José Sarney (PMDB-AP) despediu-se ontem do Senado e da política após militar na vida pública durante cerca de 60 anos.

“Levo o fato de ser o parlamentar mais longevo da história política do País. São 60 anos”, disse o senador pelo Amapá ao iniciar o discurso.

Ele fez um balanço de sua passagem pela vida pública nas últimas seis décadas, incluindo a Câmara Federal, o Senado e a Presidência da República.

Num dos trechos do seu discurso, Sarney se disse arrependido por ter voltado ao Congresso após concluir seu mandato de presidente da República.

“Eu também tenho um arrependimento, até fazendo um mea culpa. Penso que é preciso proibir que os ex-presidentes ocupem qualquer cargo público, mesmo que seja cargo eletivo. E já expressei minha convicção de que precisamos caminhar a passos mais largos para o parlamentarismo. O parlamentarismo é a forma mais alta (de governo) nas crises que a democracia sempre tem. Cai o governo, mas não se cria a crise institucional de cair também o presidente”, afirmou.

Falando sobre o momento político atual, Sarney lembrou que apresentou no Congresso, há anos, um projeto de lei pela criação do “Estatuto das Estatais”.

E disse que sua última contribuição ao parlamento será reapresentar essa proposta. “Eu vou reapresentar esse projeto como minha última presença no Legislativo brasileiro. E com ele aprovado nós não teremos a repetição do que estamos vendo com essas coisas que têm acontecido nas estatais (escândalo da Petrobras)”, afirmou.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

ANIVERSARIANTE DO DIA

NOSSOS PARABÉNS PARA CLECIANA TIETRE ANIVERSARIANTE DO DIA.





ESTUDAR É PRECISO
























CURSO DE GESTÃO PÚBLICA - Hoje vivemos no mundo, onde a informação é matéria prima de primeira qualidade e indispensável para o exercício de qualquer atividade, que se queira progredir, avançar e vencer concorrências, razão pela qual tomei a decisão de fazer o curso de PÓS-GRADUAÇÃO Em Gestão Pública, ano passado, não consegui fazer a inscrição a tempo de participar da seleção, atento aos prazos, neste ano, fiz a minha inscrição e neste dia 17/12 saiu o resultado final, para minha feliz surpresa, entre todos os inscritos foram selecionados 37 vagas, entre estes, obtive o Primeiro Lugar, fazendo 13,80 pontos dentro dos critérios estabelecidos pelo IFPE/MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, agora é esperar o matrícula,  em janeiro e passar o ano de 2015, fazendo a Especialização em Gestão Pública, como sempre desejei.
Agradeço a DEUS, a família e a todos os amigos que sempre incentivaram-me a estudar, pela excelente classificação para o citado curso  do IFPE/MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO.
Obrigado!
Jânio Arruda da Silva.

Link do resultado:

http://dead.ifpe.edu.br/dead/userfiles/file/Resultado_Definitivo_e_Comunicado%281%29.pdf

FRASE DO DIA


 

AGRADEÇO A DEUS, A FAMÍLIA E A TODOS OS AMIGOS QUE SEMPRE INCENTIVARAM-ME A ESTUDAR, PELA EXCELENTE CLASSIFICAÇÃO PARA O CURSO DE GESTÃO PÚBLICA DO IFPE/MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO.

Jânio Arrruda, ao receber o resultado da seleção do Curso de Gestão Pública, onde obteve o Primeiro Lugar na classificação geral.

PROCURADORIA DA ALEPE DEVE DEFENDER CANDIDATURA À REELEIÇÇÃO DE GUILHERME UCHOA

 por Paulo Veras em Notícias



Foto: Sérgio Bernardo/JC Imagem

Por Ayrton Maciel
Do Jornal do Commercio desta quinta-feira (18).

Batalha judicial à vista. Enquanto é aguardado para os próximos dias o parecer da Procuradoria­Geral da Assembleia Legislativa sobre a constitucionalidade da candidatura à reeleição do presidente Guilherme Uchoa (PDT), nos bastidores do Legislativo já é dada como certa a posição pela legalidade do pleito do órgão jurídico da Alepe. Fontes revelam que a interpretação de tendência favorável do parecer à reeleição baseia­se em avaliações de integrantes da Procuradoria nos próprios bastidores. A Alepe aguarda o retorno do procurador geral Ismar Teixeira Cabral, que sofreu um acidente de carro, para divulgar decisão. “A tendência é ser favorável”, confidenciou um parlamentar.

LEIA TAMBÉM:
>> OAB-PE diz que reeleição de Guilherme Uchoa é inconstitucional e promete levar caso à Justiça
>> Após morte de Eduardo Campos, Guilherme Uchoa pode experimentar inédita resistência dos socialistas
>> Guilherme Uchoa pode ter apoio do PTB para se manter na presidência da Alepe

A posição jurídica da Procuradoria sobre constitucionalidade e interpretações das leis é o que baliza a opinião e as decisões dos deputados. O parecer pela constitucionalidade, quando confirmado oficialmente, vai jogar a Assembleia em novo confronto judicial com a seccional de Pernambuco da Ordem dos Advogados (OAB­PE), que divulgou, terça­feira, análise de sua Comissão de Estudos Constitucionais (CEC) pela inconstitucionalidade de uma nova candidatura de Uchoa. “Os deputados se balizam pela Procuradoria da Casa, que tem profissionais concursados e de carreira. Não seguirão a OAB. O que pode se gerar é um conflito judicial”, admitiu uma fonte.

A decisão da Procuradoria vai responder a uma consulta do 4º secretário da mesa, deputado Eriberto Medeiros (PTC), aliado de Guilherme Uchoa. A consulta quer saber se a emenda do deputado Raimundo Pimentel (PSB) à Proposta de Emenda Constitucional nº 01/2011 ­ a que reintroduziu a reeleição para a mesa na Constituição Estadual, porém uma única vez ­ vale a partir da última recondução de Uchoa, o atual mandato, o que permitiria nova reeleição, ou se retroage aos anteriores.

A OAB­PE anuncia que judicializará a questão se a candidatura for confirmada. Uchoa iria a uma quarta reeleição e quinto mandato. A Ordem considera que a emenda Pimentel “veda a reeleição ao terceiro mandato já no primeiro biênio da próxima legislatura”.

Leia mais no Jornal do Commercio desta quinta.

CHARGE DO DIA

PETROBRAS NA BACIA DAS ALMAS!
Josias de Souza




– Charge do Duke, via O Tempo.

BANCADA DE PERNAMBUCO APRESENTA 3 BILHÕES DE EMENDAS AO OGU DE 2015

por Inaldo Sampaio


A bancada federal de Pernambuco (25 deputados e três senadores) definiu as emendas que irá apresenta ao Orçamento Geral da União para 2015.

Ao todo, o volume de recursos supera a casa dos R$ 3 bilhões, dinheiro de que o governador eleito, Paulo Câmara (PSB), vai necessitar para retomar as obras que estão paradas por falta de recursos.

Estão previstos projetos em várias áreas, especialmente de infraestrutura e saúde.

O governo do Estado, que que terá direito a quatro emendas, priorizou a implantação da Barragem do Engenho Maranhão, na Região Metropolitana do Recife (R$ 360 milhões); a construção do Hospital Geral de Cirurgias da Região Metropolitana do Recife ( R$ 120 milhões); duplicação da BR-423 no trecho São Caetano/Garanhuns (R$ 500 milhões) e a duplicação da BR-232 no trecho São Caetano/ Arcoverde (R$ 600 milhões).

Já o prefeito do Recife, Geraldo Júlio (PSB), indicou como prioridade o Parque Capibaribe, que prevê a implantação e requalificação de áreas urbana da cidade, no valor de R$ 120 milhões.

Além das quatro emendas indicadas pelo Governo do Estado e a Prefeitura do Recife, outras 12 foram apresentadas por senadores e deputados.

O deputado federal Carlos Eduardo Cadoca (PCdoB), que é um dos coordenadores da bancada, disse que os valores são de referência. Mas a expectativa, segundo ele, é que, depois de passar pelos relatores setoriais e pelo relator geral do Orçamento, Pernambuco consiga captar pelo menos R$ 600 milhões, acima do volume médio conquistado nos últimos cinco anos, que é de R$ 480 milhões.

PRISCILA KRAUSE DESPEDE-SE DA CÂMARA MUNICIPAL

 por Inaldo Sampaio


A vereadora Priscila Krause (DEM) despediu-se nesta quarta-feira (17) da Câmara Municipal do Recife porque vai assumir, a partir de fevereiro, uma cadeira de deputada na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

“Saio da Câmara Municipal, mas o Recife jamais sairá de mim”, declarou a vereadora, que estava há 10 anos na Casa.

Em emocionado discurso, acompanhado pela maioria dos vereadores, ela disse que se doou ao parlamento municipal, lembrando suas participações nas comissões temáticas, em discussões importantes como a revisão do Plano Diretor da cidade, nos debates no plenário e na fiscalização do Poder Executivo.

Além de vários funcionários da Casa, que citou nominalmente, Priscila homenageou os colegas na figura do ex-vereador Liberato Costa Júnior (PMDB), “com quem aprendi e debati”.

Em referência à nova fase da sua trajetória política – o mandato que assumirá na Casa de Joaquim Nabuco – Priscila assegurou que “manterá intacto o compromisso de exercer o mandato, dia a dia, tendo como guia valores e princípios que têm norteado a minha vida pública”.

Entre eles, destacou as liberdades política e econômica, sob a garantia do estado democrático de direito, o dever “indeclinável” de fidelidade ao eleitor e, por fim, a defesa “intransigente” do contraditório.

Ainda sobre o seu papel na Assembleia Legislativa, Priscila refutou a hipótese de se distanciar do seu eleitorado em benefício de acordos casuísticos.

“Não serei refém das conveniências eleitorais, nem mesmo do pragmatismo político, quando confrontada com princípios e convicções. Estarei, sempre, a serviço dos interesses de Pernambuco e do zelo pela coisa pública”, finalizou.

SALÁRIOS DE DEPUTADOS ESTADUAIS PODEM CHEGAR A R$ 25 MIL EM 2015

 Júlio Cirne
 


Foto: Reprodução Internet

A aprovação, nessa quarta-feira (17), do aumento dos salários de deputados federais pode gerar impacto direto nas folhas de pagamento de Assembleias Legislativas em todo o país, já que o reajuste para deputados estaduais é feito em cima dos vencimentos de parlamentares que atuam em Brasília.

O salário de um deputado estadual em Pernambuco poderá chegar a mais de R$ 25 mil caso seja aprovado o teto máximo de 75% do salário de um deputado federal. A decisão do aumento é tomada em votação realizada pelos próprios deputados. Hoje um deputado estadual tem um salário mensal no valor de R$ 20 mil.

A matéria só deve ser votada no próximo ano, com o início da próxima legislatura e depois da reunião do novo governador, Paulo Câmara (PSB), com os deputados da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para anunciar a sua reforma administrativa.

No caso dos vereadores, que recebem um teto de até 75% do salário de um deputado estadual, o pagamento pode passar dos atuais R$ 15 mil para cerca de R$ 19 mil.

Em Brasília, os parlamentares reajustaram seus salários e receberão R$ 33,7 mil a partir do próximo ano. Atualmente um deputado federal recebe cerca de R$ 26 mil.

O reajuste fará com que os parlamentares recebam um salário maior que o da presidente Dilma Rousseff (PT). O valor recebido mensalmente pela presidente e seus ministros, com o aumento, passará dos quase R$ 27 mil para R$ 30,9 mil em 2015.

Na mesma votação, os parlamentares aprovaram o reajuste do salário mínimo, com novo valor de R$ 790.

ESCÂNDALO DA PETROBRAS NÃO PEGOU EM DILMA


 

 por Inaldo Sampaio

Coluna Fogo Cruzado – 18 de dezembro

Pela última pesquisa do Ibope/CNI, 40% dos brasileiros consideram o governo da presidente Dilma Rousseff bom ou ótimo

Dez dias atrás, o Datafolha divulgou pesquisa segundo a qual 63% dos brasileiros acreditam que a presidente Dilma Rousseff tem algum tipo de envolvimento com o escândalo da Petrobras. Até agora, entretanto, não se divulgou uma única prova que a incrimine. Pode-se responsabilizá-la, politicamente, por deu dado o seu aval à compra da Refinaria de Pasadena (EUA) quando era presidente do conselho de administração da empresa. Mas do ponto de vista moral e ético ela está preservada, pelo menos por enquanto, segundo constatação feita pelo TCU em voto proferido pelo ministro pernambucano José Jorge, que se aposentou dois meses depois. Ontem, pesquisa do Ibope, encomendada pela CNI, conflita com o levantamento do Datafolha. Ela mostra que a avaliação positiva da presidente cresceu dois pontos percentuais em relação à de setembro (de 38% para 40%), o que é surpreendente no meio do tiroteio em que ela se encontra.

O time de Rodrigo Rollemberg

Gonzaga Patriota (PSB) discursou na Câmara Federal sobre o secretariado do governador eleito de Brasília, Rodrigo Rollemberg (PSB). O ainda senador, que era um grande amigo de Eduardo Campos, montou um time com diplomatas (três), professores universitários, presidentes de partidos que o apoiaram, etc. Mas para gerir as finanças, que estão em frangalhos, foi buscar em Minas Leonardo Colombini, que foi secretário de Fazenda de Aécio/Antonio Anastasia (PSDB).

Ausência – Só agora, 8 meses após a sua morte, tucanos de Pernambuco se dão conta da falta que Sérgio Guerra faz ao partido. Ele tinha o controle absoluto da legenda, já que todos os seus membros o obedeciam, e não admitia dissidências. Bruno Araújo, que o sucedeu, tem a cabeça focada nas questões nacionais e não controla os vários subgrupos em que o partido se divide.

Deserção – Caso note ruído no PSDB no sentido de impedir sua candidatura à prefeitura do Recife em 2016, o deputado federal eleito, Daniel Coelho, poderá se abrigará em outra legenda.

Democracia – Pelo princípio da proporcionalidade, caberá ao PP a segunda vice-presidência da Assembleia Legislativa, que deverá ficar com Cleiton Collins ou José Maurício Cavalcanti.

Vaidade – Júnior Matuto (PSB), prefeito de Paulista, vai administrar em 2015 um orçamento de R$ 473 milhões, mas não ficou vaidoso. Regularmente é visto nas ruas de bermuda e sandália.

Migração – Aguinaldo Fenelon, procurador geral de Justiça, que chegou ao Recife aos 20 anos de idade, vindo de Goiana, trazido pelo vereador Liberato Costa Júnior e o então deputado federal Fernando Vasconcelos Coelho, receberá hoje às 10h o título de “cidadão do Recife”.

Travessia – Após ter selado seu distanciamento de Paulo Câmara, o senador eleito, Fernando Bezerra Coelho (PSB), poderá reaproximar-se da presidente Dilma Rousseff, que aliás gosta muito dele, engrossando a bancada do governo no Senado a partir de fevereiro próximo.

Gestão – Quando convidou João Lyra Neto para a Secretaria de Saúde em seu 1º governo, Eduardo Campos estava convencido de que ela precisava de um “gestor”, que necessariamente não precisava ser médico. Foi o que fez também FHC ao chamar Serra para a pasta da Saúde. Paulo Câmara não seguiu essa mesma lógica e convidou um oncologista do Hospital do Câncer (Iran Costa Júnior). Pancada – Alexandre Arraes (PSB), prefeito de Araripina, veio ao Recife na segunda-feira só para assistir ao anúncio do secretariado de Paulo Câmara. Viajou na expectativa de que sua mulher, Roberta (PSB), 4º suplente de deputado estadual, estava na agulha para assumir uma cadeira na Assembleia Legislativa. Até por ter comandado a campanha da Frente Popular no Sertão Araripe.